Tags

, , ,

bco-candidaturas

Um Pedido: Não vote no inimigo

A expressão “Votar no Inimigo” parece um pouco forte – eu sei. Mas, sinceramente, pergunto: A maioria dos políticos que têm recebido o voto do povão brasileiro – negro em sua maioria -, tem defendido os direitos de cidadania dele?

Miltom Santos, entendia que a escola dos filhos da lavadeira deveria ser de excelência – a melhor de todas – como forma de compensar os obstáculos mais infames acumulados por gerações, incluindo os de cunho psicológico.

Pergunto de novo: Essa é a escola que as cidades brasileiras oferecem às regiões mais necessitadas? E quanto às creches – quando existem -, como são? O mesmo questionamento vale para a ausência de centros de lazer para os jovens – ávidos que são por cultura -, mas que ficam soltos nos guetos sujeitos ao que há de pior.

O silêncio ensurdecedor para resolver essas questões sinaliza o quê? O silêncio, já foi dito, é uma das mais maneiras mais sofisticadas de aniquilar todo o potencial de um grupo. Pode e se mata muito por esse caminho no Brasil – todos sabemos.

As candidaturas apresentadas para as cidades de Salvador, Belo Horizonte, São Paulo e Rio, são de pessoas conhecidas e reconhecidas pelo que já vêm fazendo.

Por outro lado, o momento político que vive o Brasil requer um parlamento municipal ativo e altivo, pois deverá ser uma trincheira para esses tempos de regressão de direitos. Afinal todo mundo vive em cidades.

Tenho 5.000 amigos/as no Facebook e mais um sem-número de seguidores. Sinto que podemos juntos ajudar a mudar esse jogo.

SALVADOR

salvador

BELO HORIZONTE

pampulha-alberto-andrich

SÃO PAULO

sp-skyline_aetiagoqueiroz_p

RIO DE JANEIRO

riodejaneiro

Como multiplicar os votos

O seu voto é importante, mas você precisa multiplicá-lo. Deve fazer isso em 3 etapas:

  1. Aborde as pessoas que moram em sua casa: marido/esposa, pais, filhos e irmãos.
  2. Em seguida, os parentes: tios/primos, sogros/cunhados, avós.
  3. Depois, busque os amigos + próximos.

Você vai se impressionar com o número de pessoas alcançado. É fácil passar de 50 eleitores. Explique a cada um deles que o voto é um direito que precisamos exercer direito; valorizando-o. Diga que é um absurdo continuar a eleger pessoas que operam na destruição dos direitos do povão.

Use sua criatividade: WhatsApp, telefone, e-mail e replique nas redes sociais essa publicação ao máximo.

Anúncios